Grupo Terapêutico para Mulheres Mães: SORORIDADE

01/07/2019 18:33

A maternidade é uma experiência única e indescritível, experimentada por cada mulher de uma maneira diferente, mas não livre de ambiguidades e angústias decorrentes de mudanças físicas, emocionais e sociais. 

O corpo da mulher passa por grandes transformações e nem sempre volta a ser como era antes, sua rotina no trabalho e suas relações sociais também mudam drasticamente, sem contar as nuances emocionais que colocam a mulher em uma montanha russa de sentimentos, somadas à responsabilidade de nutrir seu filho e garantir sua sobrevivência. 

Essas mudanças que acontecem “tudo-junto-ao-mesmo-tempo” causam uma verdadeira ruptura na construção de identidade dessa mulher. Depois que os filhos nascem, muitas mulheres se queixam de não se verem mais como mulher, somente como mãe, queixam-se de não conseguir lidar com a sexualidade e se veem insatisfeitas nas novas relações sociais. 

Assim, entendo que por passarem por essas mudanças únicas, porém semelhantes, as próprias mulheres podem ser o objeto de mudança e construção de novas identidades para elas. 

Pensando nisso, a partir do conceito de Sororidade ou seja, união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum, proponho a mediação do Grupo Terapêutico de Mulheres para troca de vivências e experiências, compartilhando suas dúvidas e angústias em busca dessa nova identidade e da resolução dos conflitos internos que cada uma carrega. 

 

Em Julho, teremos 2 turmas super especiais:

Terça às 14h 

Sábado às 9h 

4 encontros de 2h

Grupo mediado pela Psicóloga Perinatal Vanessa Ferreira - CRP 06/98912

A maternidade é uma experiência única e indescritível, experimentada por cada mulher de uma maneira diferente, mas não livre de ambiguidades e angústias decorrentes de mudanças físicas, emocionais e sociais. 
 
O corpo da mulher passa por grandes transformações e nem sempre volta a ser como era antes, sua rotina no trabalho e suas relações sociais também mudam drasticamente, sem contar as nuances emocionais que colocam a mulher em uma montanha russa de sentimentos, somadas à responsabilidade de nutrir seu filho e garantir sua sobrevivência. 
 
Essas mudanças que acontecem “tudo-junto-ao-mesmo-tempo” causam uma verdadeira ruptura na construção de identidade dessa mulher. Depois que os filhos nascem, muitas mulheres se queixam de não se verem mais como mulher, somente como mãe, queixam-se de não conseguir lidar com a sexualidade e se veem insatisfeitas nas novas relações sociais. 
 
Assim, entendo que por passarem por essas mudanças únicas, porém semelhantes, as próprias mulheres podem ser o objeto de mudança e construção de novas identidades para elas. 
 
Pensando nisso, a partir do conceito de Sororidade ou seja, união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum, proponho a mediação do Grupo Terapêutico de Mulheres para troca de vivências e experiências, compartilhando suas dúvidas e angústias em busca dessa nova identidade e da resolução dos conflitos internos que cada uma carrega. 
 
Em Julho, teremos 2 turmas super especiais:
Terça às 14h 
Sábado às 9h 
 
Grupo mediado pela Psicóloga Perinatal Vanessa Ferreira - CRP 06/98912

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!